Formação em Psicanálise
FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE
A Distância e Presencial

O Curso de Formação em Psicanálise tem duração regular de três anos e carga horária de 2.920h. Seu objetivo é formar psicanalistas competentes e éticos, através análise pessoal, supervisão e estudo crítico das teorias psicanalíticas.

Ao termino do curso você terá fundamentos teóricos para escutar, identificar, distinguir e intervir nos sintomas psíquicos observados na clínica psicanalítica.

A psicanálise, criada por Sigmund Freud, é singular, por meio da técnica de escuta, da livre associação, da interpretação dos sonhos e do silêncio é que o paciente ressignificará suas experiências e tornará a vida interessante e prazerosa de ser vivida.

O Curso de Psicanálise é para você, graduado, altruísta, que deseja um novo e instigante ofício.

A parte teórica do curso está estruturada em leituras dirigidas, grupos de estudos e aula síncronas e assíncronas.
 

A análise pessoal e a supervisão são online por meio de webcam, sem custo adicional.

São 40h de análise e 20h de supervisão, totalizado 60h.
 

Investimento: 36x R$349,00
no boleto bancário
A vista: R$7.188,00
no cartão de crédito

DISCIPLINAS DO CURSO
de Formação em Psicanálise
Duração: 3 anos

1. Introdução à Psicanálise

2. Teoria Psicanalítica de Sigmund Freud I
3. Psiquiatria, Psicopatologia e Psicofarmacologia
4. Metodologia Científica
5. Fenômenos Psicossomáticos 

6. Interpretação dos Sonhos

7. Psicopatologia Psicanalítica (Psicoses)

8. Sexologia Aplicada à Psicanálise

9. Teoria Psicanalítica de Sigmund Freud II
10. Psicanálise na Cultura I
11. Psicanálise, Literatura, Filosofia e Linguagem
12. Antropologia da Cultura Psicanalítica

13.Teoria Psicanalítica de Sigmund Freud III

14.Psicoterapia Breve de Orientação Psicanalítica

15.Teoria Psicanalítica de Melanie klein I

16.Teoria Psicanalítica de Wilfred Ruprecht Bion

17.Teoria Psicanalítica Lacaniana I

18.Teoria Psicanalítica Lacaniana II

19. Teoria Psicanalítica Donald Woods Winnicott

20. Psicanálise, Arte, Literatura, Filosofia e Linguagem
21. Psicanálise e Religião

22. A Ética e Psicanálise 
23. Psicanálise e Drogadicção
24. Análise Pessoal
25. Diversidade Sexual e Psicanálise

26. Direito e Psicanálise I

27. Direito e Psicanálise II

28. Autismo e Psicanálise
29. Psicanálise e Toxicomania
30. Psicanálise e Obesidade
31. Estágio Supervisionado
32. Estudos de Casos Clínicos

33.Teoria Psicanalítica Lacaniana III

34.Teoria Psicanalítica de Melanie klein II

35. Borderline

36. Entrega do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)

Requisitos para ser psicanalista
Segundo Sigmund Freud
LEGALIDADE DO CURSO
de Formação em Psicanálise

O curso a distância de Formação em Psicanálise da Sociedade Brasileira de Psicanálise Lacaniana é amparados pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei n° 9394/96), pelo Decreto Federal n° 2.494/98 Decreto n° 2.208, de 17/04/97.

Do Ofício do Psicanalista:

A atividade de Psicanalista não é considerada profissão por não ser regulamentada por lei. Ela é uma ocupação estabelecida através da Portaria nº 397, de 09/10/2002, do Ministério do Trabalho e Emprego do Brasil, editada pelo Ministro Paulo Jobim Filho que aprovou a CBO – Classificação Brasileira de Ocupações, determinando um código específico para identificar e classificar as diversas atividades de trabalho em todas as áreas, e dentre essas, encontra-se classificada a atividade de Psicanalista/analista sob o código 2515-50.

"Quase parece como se a psicanálise fosse a terceira daquelas profissões impossíveis quanto às quais de antemão se pode estar seguro de chegar a resultados insatisfatórios. As outras duas, conhecidas há muito tempo, são a educação e o governo. Evidentemente, não podemos exigir que o psicanalista em perspectiva seja um ser perfeito antes que assuma a análise, ou, em outras palavras, que somente pessoas de alta e rara perfeição ingressem na profissão. Mas onde e como pode o pobre infeliz adquirir as qualificações ideais de que necessitará sua ocupação?

A resposta é: na própria análise, com a qual começa sua preparação para a futura atividade".

 

Análise terminável e interminável,

Sigmund Freud